• Imagens

Como aplicar a insulina?

De uma forma geral existem duas apresentações de insulina, o frasco e a caneta aplicadora.

Frasco: aplicação da insulina é feita através de uma seringa. Neste caso, introduz a agulha da seringa no frasco de insulina e aspire a quantidade de insulina necessária (vale a pena conferir nosso texto sobre a diferença entre seringas). É muito importante verificar na seringa se durante a aspiração ocorreu a formação de bolhas, que devem ser eliminadas antes da aplicação para não ocorrer a aplicação de unidades a menos de insulina.

 

Caneta aplicadora: não é necessária a seringa para fazer a aplicação da insulina. Na ponta da caneta coloca-se uma agulha na qual se faz a aplicação. Esse sistema é mais pratico do que a seringa porque não precisa aspirar. A insulina fica dentro da caneta e na extremidade da caneta fica um seletor de unidades onde aparece no visor o número de unidades a ser aplicada. Nesta mesma extremidade fica o botão injetor, que deve ser apertado para injetar a insulina.

Cada laboratório tem a sua própria caneta na qual os refis da insulina são colocados. Existem alguns tipos de insulina que possuem a caneta descartável que vem preenchida com insulina e após o término do produto a caneta pode ser descartada.

 

 

 

 

 

 

Existem vários tamanhos de agulhas que podem ser utilizadas nas canetas aplicadoras de insulina. Disponível para comercialização encontramos as agulhas: 4mm, 5mm, 6mm, 8mm e 12,7mm  (modelo que está sendo descontinuado a sua comercialização).

As agulhas de 4 e 5 mm são bem pequenas e não necessitam fazer a prega na pele para aplicação. Para quem não conhece a prega na pele, é a pinça feita com os dedos polegar e indicador que serve para evidenciar o tecido subcutâneo, favorecendo a aplicação no local correto. A aplicação deve ser feita em ângulo de 90 graus.

 

 

 

As agulhas de 6 e 8  mm são maiores e necessitam da prega subcutânea no ato da aplicação. Podem ser realizadas na posição de 90 graus nos adultos e 45 graus nas crianças e adolescentes, sendo também usada para pessoas com escassez de gordura nos locais de aplicação.

As agulhas de 12,7mm exigem a posição de 45 graus.

Assim como a prega subcutânea, o ângulo serve para prevenir aplicação no músculo.

Estudos recentes comprovam que a espessura da pele é praticamente a mesma para todas as pessoas (crianças, adultos, idosos, magros, obesos). Com isso ficou evidenciado que em qualquer tamanho de agulha a pele será atravessada e a insulina será aplicada no subcutâneo.

Cuidados na aplicação da insulina

Lave bem as mãos e o local de aplicação com água e sabonete.

Não reutilize as seringas e agulhas de aplicação de insulina para garantir um tratamento seguro e eficiente.

Faça o rodizio nos locais de aplicação da insulina. O rodizio previne a formação de nódulos e inchaços nos locais de aplicação.

 

 

 

 

 

Como conservar sua insulina

A insulina que está em uso, seja ela em frasco, refil ou em caneta descartável não precisa ser conservada na geladeira, porém não pode ultrapassar 28 graus. Escolha um lugar bem fresquinho da sua casa e guarde sua insulina. A aplicação em temperatura ambiente é mais confortável. Caso você tenha insulina em reserva, armazene-a na geladeira até começar o seu uso. O local correto na geladeira é a gaveta de legumes, longe do congelador. Caso você tenha que transportar essa insulina, utilize uma bolsa térmica ou isopor com gelo não deixando a insulina em contato direto com o gelo. Nunca exponha a sua insulina ao sol ou calor excessivo. Não congele e não agite com agressividade. Caso observe alguma alteração em seu aspecto, como turvação, formação de grumos ou mudança de coloração, não utilize.

                               

Fonte: Farmacêutica responsável: Dra. Débora Cristina Vissotho Spinola Oliveira - CRF/SP: 48923-SP